PARÂMETROS GENÉTICOS E ABSORÇÃO DE NUTRIENTES DE FEIJÃO-COMUM EM COMPETIÇÃO COM PLANTA DANINHA

Nome: Cléver Geraldo Coelho
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 20/02/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Leandro Pin Dalvi Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Cíntia Machado de Oliveira Moulin Carias Examinador Interno
Fabio Luiz de Oliveira Examinador Externo
Leandro Pin Dalvi Orientador

Resumo: O cultivo do feijoeiro(Phaseolus vulgaris L.)além de sua importância econômica adquire no contexto nacional aspectos sociais e culturais. No Brasil, a produtividade média é considerada baixa, devido principalmente ao manejo inadequado da cultura. A interferência das plantas daninhas é considerada um fator limitante à produção do feijoeiro. Sendo assim, um dos objetivos desse trabalho é: estimar os parâmetros genéticos de 20 genótipos de feijão-comum em competição com trapoeraba afim de obtenção de informações importantes para a seleção e progresso do melhoramento da cultura. Assim, os 20 genótipos foram avaliados no ano agrícola 2015/2016 em casa telada no Departamento de Produção Vegetal no Centro de Ciências Agrárias e Engenharias da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Foi utilizado o esquema fatorial simples 2 x 20; sendo o fator 1, presença e ausência de trapoeraba e fator 2, vinte genótipos de feijoeiro, num delineamento inteiramente casualizado, com três repetições. Avaliaram-se as seguintes características: diâmetro médio do caule (DMC); comprimento médio da planta (CMP); número de vagens por vaso (NVV); número de lóculos por vagem (NLV); número de grãos por vagem (NGV); porcentagem de lóculos vazios (%LV); total de grãos por vaso (TGV); peso total de grãos por vaso (PTG) e peso médio do grão (PMG).Foram estimados parâmetros genéticos: variância genotípica, variância ambiental, herdabilidade, coeficiente de variação genotípico, coeficiente de variação ambiental relação coeficiente de variação genotípico e ambiental e acurácia. Os altos valores de herdabilidade encontrados para a maioria dos caracteres, juntamente com coeficiente de variação genético e a razão coeficiente genético/coeficiente variação ambiental implica em métodos simples de seleção em função da pouca influência ambiental existente.Outro objetivo do trabalho foi avaliar a influência da planta daninha nas características morfológicas e nutricionais do feijoeiro, utilizando agora as cultivares comerciais: BRS Pontal, BRS Agreste, Ametista e BRS Estilo. O experimento foi instalado no ano agrícola de 2014/2015, em casa telada no Departamento de Produção Vegetal no Centro de Ciências Agrárias e Engenharias da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Adotou-se o esquema fatorial 2 x 4, o fator 1 correspondeu a presença ou ausência de planta daninha e o fator 2 aos cultivares de feijão: BRS Pontal, BRS Agreste, BRS Ametista e BRS Estilo com delineamento inteiramente casualizado, dessa vez com cinco repetições. Foram os avaliados seguintes caracteres agronômicos:teor de clorofila (TC);número de vagens por planta (NVP); e produção de grãos por planta (PGP). Avaliou-se também o teor de N, P, K, Ca, Mg, Mn, Fe e Zn nos grãos do feijoeiro. A interação foi significativa para os teores de P, Mg, e Fe nos grãos, demonstrando que a competição com planta daninha pode prejudicar a alocação desses nutrientes, resultando em grãos de qualidade nutricional inferior.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Alto Universitário, s/nº - Guararema, Alegre - ES | CEP 29500-000