Mudanças climáticas globais e seus impactos no desempenho ecofisiológico de espécies arbóreas nativas da Mata Atlântica

Resumo: O aumento da concentração de dióxido de carbono, associado com o aumento da temperatura e variações no padrão de precipitação, constitui, em grande parte, o escopo das chamadas mudanças climáticas. Eventos climáticos extremos devem aumentar em frequência e magnitude nas próximas décadas, mas seus impactos sobre a biodiversidade ainda são pouco conhecidos. Neste cenário, estudos ecofisiológicos constituem ferramentas extremamente adequadas para obtenção de informações científicas sobre os impactos das mudanças climáticas em espécies arbóreas nativas da Mata Atlântica (um dos principais biomas do Brasil), contribuindo de forma efetiva para a apropriação de conhecimentos dos limites de tolerância e da capacidade de ajuste morfofisiológico das plantas. Para avaliar a resposta das plantas (desempenho ecofisiológico), será utilizada uma combinação de métodos tradicionais juntamente com métodos integradores e inovadores. O melhor entendimento da diversidade de estratégias e respostas ecofisiológicas apresentadas por espécies arbóreas da Mata Atlântica será essencial para subsidiar simulações mais realistas sobre os impactos das mudanças climáticas no funcionamento de ecossistemas, adoção de estratégias de conservação e utilização sustentável.

Data de início: 2013-08-01
Prazo (meses): 60

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Paulo Cezar Cavatte
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Alto Universitário, s/nº - Guararema, Alegre - ES | CEP 29500-000