Estabelecimento de parâmetros para a seleção precoce de genótipos de Coffea canephora L. tolerantes ao sombreamento e eficientes no uso da água e nitrogênio

Resumo: O café é originário das florestas tropicais da África, onde é encontrado em estado espontâneo como vegetação de sub-bosque. Todavia, no Brasil, os cafezais vêm sendo conduzidos quase exclusivamente a pleno sol, onde a produção, em muitos casos, é maior que plantios sombreados. Como consequência, o sombreamento como uma prática cultural regular foi praticamente abandonada. Contudo, cabe ressaltar, que cafezais a pleno sol são geralmente subsidiados às custas de grandes incrementos no uso de insumos (principalmente adubos nitrogenados), além da dependência, cada vez maior, de sistemas de irrigação. Não obstante, em função dos impactos decorrentes das mudanças climáticas, tem-se observado um interesse crescente na adoção de sistemas sombreados, particularmente em áreas marginais que apresentam grandes oscilações de temperaturas e ocorrência de déficit hídrico, uma vez que em sistemas sombreados (arborizados), observa-se frequentemente preservação dos ecossistemas e melhoria das condições edafoclimáticas, além de melhorias na qualidade da bebida e atenuação do ciclo bienal de produção. Todavia, ressalte-se que no Brasil, os genótipos de Coffea canephora L. (café conilon/robusta) atualmente plantados foram selecionados em ensaios de competição quase sempre conduzidos a pleno sol e, portanto, tais genótipos poderão potencialmente apresentar limitações adaptativas a baixas irradiâncias em maior extensão que possíveis genótipos selecionados exclusivamente para ambientes sombreados. Entretanto, a busca de materiais tolerantes ao sombreamento requer a avaliação de um grande número de genótipos, em condições de campo, para obterem-se, ao final de vários anos, alguns poucos materiais promissores. Diante do exposto objetiva-se com este trabalho estabelecer parâmetros para a seleção precoce de genótipos de C. canephora tolerantes ao sombreamento e eficientes no uso da água e nitrogênio. Para tal, será avaliado, ainda na fase de muda, o desempenho (crescimento, alocação de biomassa, fotossíntese, relações hídricas, acúmulo de nutrientes e características bioquímicas) de 15 genótipos (clones) de C. canephora cultivados em três níveis de sombreamento [0 (pleno sol), 25 e 50% de sombra] sob condições hídricas e nutricionais contrastantes. A utilização de índices ou parâmetros confiáveis para discriminar genótipos tolerantes ao sombreamento e eficientes no uso da água e nitrogênio, ainda na fase de muda (cerca de 3-4 meses após o plantio), resultará em economia de tempo e otimização de recursos, permitindo a concentração de esforços em materiais potencialmente mais promissores.

Data de início: 2014-10-20
Prazo (meses): 36

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Paulo Cezar Cavatte
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Alto Universitário, s/nº - Guararema, Alegre - ES | CEP 29500-000