Amplificação heteróloga de marcadores microssatélites e diversidade genética de bromeliáceas no sul do Espírito Santo

Resumo: A família Bromeliaceae representa um grupo vegetal importante para a manutenção da biodiversidade em florestas neotropicais e pode ser dividida em três subfamílias: Pticairnioideae, Tillandsioideae e Bromelioideae, compreendendo mais de 3000 espécies delimitadas em 58 gêneros. Estudos filogenéticos recentes demonstraram o artificialismo da delimitação infra-familiar em Bromeliaceae, especialmente no que se refere a circunscrição de Pitcairnioideae, apontada como polifilética. Alem disto vários representantes desta família apresentam valor econômico como o “abacaxi” (Ananas comosus (L.)Murril), o “caroᔠ(Neoglaziovia variegata (Arruda)Mez), produtora de fibras e as ornamentais, especialmente as dos gêneros Aechmea, Billbergia, Canistrum e Cryptanthus.
Apesar de apresentarem várias características de importância ecológica e econômica, pouco é conhecido sobre a diversidade e a estrutura genética de populações naturais de bromélias. Este fato causa preocupação, pois o conhecimento a cerca da variação genética de uma espécie em suas populações é essencial para a sua conservação, sendo fundamental para o estabelecimento de formas sustentáveis de exploração econômica. Neste sentido a utilização de marcadores moleculares de DNA para a caracterização da variabilidade genética populacional em espécies vegetais é tida como referência em trabalhos de vários autores. Devido á sua maior praticidade, atualmente os marcadores moleculares mais usados são aqueles baseados na técnica de reação em cadeia da polimerase (PCR). Entre eles destacam-se os microssatélites ou SSR, uma categoria de marcadores altamente informativos, natureza multialélica, fácil reprodutibilidade, herança co-dominante, alta abundância e extensa cobertura do genoma.
Entretanto a principal limitação ao uso de tais marcadores é o elevado custo para o desenvolvimento de primers específicos. Um alternativa para eliminar este inconveniente, seria a amplificação cruzada de primers reduzindo consideravelmente os custos de sua utilização. Assim no presente trabalho terá como objetivo avaliar e caracterizar a amplificação cruzada para marcadores microssatélites entre espécies da família Bromeliaceae.

Data de início: 2017-08-01
Prazo (meses): 36

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador FABIO DEMOLINARI DE MIRANDA
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Alto Universitário, s/nº - Guararema, Alegre - ES | CEP 29500-000